Interesse GeralspaceParticipantesspacePequisadoresspace
 
 

Dados do ELSA são usados em protocolo clínico da SBC


O mais recente protocolo clínico da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) para o uso da ultrassonografia vascular na detecção de placas e na medida da espessura mediointimal (EMI) das carótidas usou dados do ELSA. A ultrassonografia da carótida faz parte dos exames realizados pelos participantes do estudo.
O artigo especial foi elaborado por um grupo de especialistas em ecocardiografia cardiovascular e usa informações e tabelas normativas do ELSA para definição do protocolo. No ELSA as medidas da EMI dos participantes foram analisadas a partir dos dados de sexo, idade, raça declarada, uso de medicações relacionadas ao risco cardiovascular e fatores de risco para aterosclerose.
A medida da espessura mediointimal (EMI) da artéria carótida e a presença de placa são considerados fatores agravantes de risco para doenças cardiovasculares e podem ser detectados pela ultrassonografia vascular. O documento fornece orientações para um melhor diagnóstico da aterosclerose. Confira o artigo completo

Voltar    Topo

Veja matérias anteriores