Interesse GeralspaceParticipantesspacePequisadoresspace
 
 

Pesquisadores ELSA-Brasil apresentam resultados no Congresso de Epidemiologia das Américas


Pesquisadores do Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto (ELSA-Brasil) apresentaram resultados do estudo no IV Congresso de Epidemiologia das Américas realizado de 21 a 24 de junho, em Miami, Flórida (EUA). O Congresso, realizado a cada cinco anos, organizado pela Sociedade Americana de Epidemiologia, Colégio Americano de Epidemiologia e Associação Internacional de Epidemiologia, promove o debate e intercâmbio de pesquisas, além de discutir questões emergentes de saúde. Com o tema “Fazendo a diferença entre as populações”, o Congresso reuniu pesquisadores de diversos países para apresentação de estudos. Os pesquisadores brasileiros apresentaram trabalhos científicos e organizaram um simpósio especial.
Vinte e um trabalhos desenvolvidos a partir de dados do ELSA-Brasil com temas variados foram apresentados no congresso, entre pôsteres e comunicações orais. Os trabalhos apresentados incluíram investigações sobre as relações entre pressão arterial, prática de atividades físicas e estresse no trabalho; padrões alimentares e síndrome metabólica; conflito trabalho-família; relação entre trabalho noturno, índices glicêmicos e peso; situação socioeconômica e consumo de alimentos ultra-processados; consumo de álcool e síndrome metabólica; tabagismo passivo e níveis de proteína C; condição e trajetória social e riscos cardiovasculares, entre outras temáticas.
O simpósio sobre estratégias de investigação de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) nos países da América Latina e Caribe apresentou diferentes perspectivas em estudo sobre as DCNT, entre elas a associação entre transtornos psiquiátricos e resultados cardiovasculares no ELSA-Brasil foram apresentados e debatidos por colegas do Peru, Chile, Guatemala, Colômbia e Argentina.

Dados do ELSA-Brasil

A coorte ELSA-Brasil é formada por 15.105 participantes de Belo Horizonte, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e Vitória. Nos seis Centros de Investigação (CIs) Centros de Investigação, os participantes realizam exames clínicos e laboratoriais e respondem a entrevistas que avaliam aspectos como autopercepção de saúde, condições de vida, diferenças sociais, relação com o trabalho, gênero, prática de atividades físicas e especificidades da dieta. Os dados coletados na linha de base do estudo, realizada de 2008 a 2010, subsidiam diversas pesquisas sobre os fatores de risco para doenças crônicas, principalmente as cardiovasculares e o diabetes. Confira artigos do ELSA-Brasil já publicados Confira artigos do ELSA-Brasil já publicados

Voltar    Topo

Veja matérias anteriores